fbpx
  • LOGIN
  • Nenhum produto no carrinho.

Cidadão de Ciência de Dados

Profissional com forte conhecimento de negócios e que utiliza soluções prontas de Analytics será o profissional do futuro.

Segundo o site CIO, a era do cidadão cientista de dados chegou e será a solução para a carência de cientistas de dados.

Aprendizado em computação e matemática tem sido as maiores dificuldades que o mercado encontra para formar cientistas de dados. O Brasil é um dos países no mundo com a menor taxa de formação em ciências exatas. Além disso, não são todos os profissionais que se formam em exatas que acabam seguindo por essa estrada.

Dessa forma, o mercado está se reinventando e ao invés de lutar para formar cientistas de dados esta capacitando analistas de negócios em ferramentas de softwares que permitam gerar modelos analíticos e insights sem a ajuda de engenheiros ou cientistas de dados.

Essa preocupação e mudança de cenário é justificável. Segundo a IBM, espera-se que a demanda por cientistas de dados suba no mínimo 28% até 2020 (fonte: CIO, out/19).

Ciência de dados por software

Diferente do cientista de dados que utiliza programação científica para desenvolver seus próprios algoritmos e modelos analíticos o cidadão de dados não. O cidadão de ciência de dados, segundo o Gartner, utiliza softwares que incluem recursos e práticas que permitem aos usuários extrair informações preditivas e prescritivas dos dados. Tudo isso enquanto trabalham em posições que não estão ligadas diretamente as áreas de estatística e análise de dados.

Me arrisco a falar que alguns desses softwares tendem a ser mais fáceis de utilizar do que o bom e velho Excel.

Ciência de dados para todos

Com certeza essas novas soluções irão permitir democratizar a ciência de dados, que não será mais exclusividade dos matemáticos e cientistas da computação.

Tudo isso, graças a ferramentas como o SPSS e Alteryx da IBM, até mesmo empresas que trabalham em outros setores, como a General Motors, estão desenvolvendo suas próprias plataformas de análise de dados. Inclusive, algumas empresas de tecnologia começaram a apostar em soluções para pequenas e médias empresas, como é o caso da Palisade que desenvolve soluções de machine learning para Excel.

É importante ressaltar que os cidadãos de ciência de dados têm suas limitações. E que as empresas ainda precisam de estatísticos, matemáticos, cientista de dados e outros especialistas com domínio em técnicas avançadas. Mas com certeza a importância do cidadão de dados só tendem a crescer nos próximos anos, nas pequenas, médias e grandes organizações.

0respostas em "Cidadão de Ciência de Dados"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Métodos Exatos © Direitos reservados.